Administrar com eficiência e eficácia exige compreensão meticulosa das atividades desenvolvidas no ambiente empresarial, principalmente quando essas atividades estão relacionadas com o ingresso e a aplicação de capital (receitas, custos e despesas).

Verificada a necessidade de um exame rigoroso e sistemático de dados, informações, documentos, etc., demonstra-se apropriada a atuação de auditores externos com conhecimento técnico para analisar os fatos, evidências, documentos, que instruem as atividades auditadas, e com experiência para levantar eventuais créditos passíveis de recuperação, débitos susceptíveis à denúncia espontânea e economia com eventuais sanções, desvios de verbas, distanciamento no cumprimento de metas, dentre outras situações que atrapalham o sucesso das empresas.

Dentre as espécies de auditorias mais aplicadas, podem ser observadas as seguintes:

Auditoria Tributária/Fiscal:
Tributos Federais – Conforme Regulamentos Tributários
Tributos Municipais
Tributos Estaduais
Tributos Diversos (IOF; II; Etc.)
Taxas, Contribuições e Demais Exações
Créditos Tributários
Passivo Tributário Integral

Auditoria Financeira:
- Desvios de valores
- Contas a Pagar
- Contas a Receber
- Bancos e demais Instituições Financeiras
- Investimentos e Acessórios
- Cumprimentos de Obrigações Financeiras

Auditoria Administrativa/Gerencial/Comercial:
- Documentos Administrativos e Operacionais
- Cumprimento de Diretrizes de BP
- Adequação de Departamentalização
- Utilização de Marcas, Nomes Sociais e Fantasia
- Execução de Contratos de Franquia
- Contratos de Representação Comercial
- Análise de Adequação de Objetivos e Metas
- Verificação de Jornada de Trabalho